capa - o sertão de lins do rego e suassunaO sertão de José Lins do Rego e Ariano Suassuna: espaço regional, messianismo, cangaço

Sônia Lúcia Ramalho de Farias

R$ 50,00

Comprar

Em estudo originário de tese defendida na Universidade Católica do Rio de Janeiro, Sônia Lúcia Ramalho de Farias vai às obras Pedra bonita (1983), Cangaceiros (1953), de José Lins do Rego, e A pedra do reino (1971), de Ariano Suassuna, para salientar a intertextualidade enunciativa, social e literária. Farias pauta-se em constructos teóricos de pesquisadores como Roda Godoy da Silveira, Francisco de Oliveira e Carlos Guilherme Mota para explicar os influentes sociais históricos, econômicos e políticos no cenário de crise do açúcar, que repercutiu na perda da hegemonia das oligarquias litorâneas. No tocante à representação regional, Farias baseia-se em autores como Foucault, Bourdieu, Antônio Cândido e Silviano Santiago no exercício de transição dos constatados influentes sociais à ficção, que incorre no ideário regionalista composto principalmente pelo cangaço, pelo messianismo e pela dialética de oposição entre o Nordeste canavieiro e o algodoeiro. A temática interessa especialmente a estudiosos de Letras em busca de melhor apreender os aspectos da literatura regional com enfoque no Nordeste, e igualmente cumpre o interesse de historiadores e sociólogos com vistas a investigar os matizes sócio-históricos do século XX, sob a representação literária.

 

Área Letras; História; Ciências Sociais
ISBN 8573153709
Ano 2006
Páginas 523
Dimensão 15,5 x 22 cm
Peso 710 g