capa - saude do campo agrotoxicosSaúde do campo e agrotóxicos: vulnerabilidades socioambientais, político-institucionais e teórico-metodológicas

Aline do Monte Gurgel; Mariana Olívia Santana dos Santos; Idê Gomes Dantas Gurgel (Org.)

R$ 40,00

Comprar

Devido às crescentes demandas do mercado de commodities agrícolas, os níveis de utilização de agrotóxicos na prática monocultora são cada vez mais elevados, o que termina por produzir um aumento significativo no número de intoxicações por essas substâncias no Brasil. Segundo dados do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (Sinan), entre 2007 e 2017 foram registrados cerca de quarenta mil casos de intoxicação por agrotóxico de uso agrícola, que, por sua vez, responderam por 52,8% do total de óbitos relacionados a esse tipo de ocorrência no país – revelando o quanto o uso indiscriminado de agrotóxicos representa um sério problema de saúde pública. Essa grave realidade e as possíveis soluções para ela orientaram a estruturação desta obra, na qual se propõe uma série de reflexões sobre as relações do agronegócio com o Estado brasileiro, a determinação do processo saúde-doença das populações expostas, os danos à saúde e ao ambiente e as alternativas emancipatórias na perspectiva da agroecologia e da reforma agrária. O livro reúne um total de 15 artigos, distribuídos em quatro partes centrais, a saber: Agrotóxicos: registro, regulação estatal e a indústria da dúvida; Vulnerabilidade no modo capitalista de produção; Nocividade dos agrotóxicos: ameaças no campo e na cidade; e, por fim, Saúde do campo e reforma agrária: construção de práticas emancipatórias. A obra atende, particularmente, aos pesquisadores da Saúde Pública, mas pode também servir aos demais profissionais interessados na análise do impacto geográfico, social e nos possíveis modos de planejar e gerir recursos naturais.

 

Área Saúde; Ciências Sociais;
ISBN 9788541511223
Ano 209
Páginas  413
Dimensão 15,5 x 22 cm
Peso 565 g